domingo, 5 de janeiro de 2014

Um sonho estranho e macabro que tive.

Olá! ~
Eu tinha contado no meu twitter esse sonho bizarro. Cara, sério, foi muito estranho e de certa forma muito macabro que tive que registrar em algum lugar. Resolvi registrar aqui no blog mesmo, já que o twitter de certa forma tem um limite de caracteres muito pequeno e tive que resumir bastante.
Não é novidade nenhuma que eu acredito em tudo o que os sonhos mostram, independente de serem boas, ruins ou sem noção nenhuma. Normalmente eles tem muito a ver com a realidade ou algo prestes a acontecer, mesmo que demore algum tempo. No entanto, achei que esse foi muito, muito estranho mesmo, e como disse no título, macabro e perturbador. Dá para fazer uma creepy pasta ou uma fanfic de terror me usando de protagonista. o_o

A situação era mais ou menos assim:

imagem by we♥it [http://weheartit.com/kuroshitsuji]

O "sonho" já começa quando eu e alguns amigos (a maioria eram meninas) estávamos andando no meio de uma cidade (estranha, por sinal), quando avistamos uma barraquinha, com uma senhora estranha, enorme onde vendia inúmeros acessórios. O mais estranho é que era tudo no "meio do nada" (sonhos, nada faz sentido). Fiquei encantada com tantos acessórios e as pessoas que estavam comigo se esbaldando nelas, mas eu não conseguia achar algo que de fato me agradasse. Estávamos prestes a sair, encontrei um colar muito bonito. Pedi para meus amigos me esperarem e quando me virei para pagar o produto, a senhora que estava cuidado de tudo aquilo havia desaparecido misteriosamente... Junto com as pessoas que me acompanhavam. Vi tudo aquilo deserto, uma alma sequer.

Pisquei e estava simplesmente em outro ambiente. Parecia uma casa de madeira, onde havia outros produtos. Havia pôsteres por todos os lados, incluindo séries e até animes. Lembro claramente que havia um pôster do Bleach com os Espadas. O ambiente era de fato meio pesado... Até que aquela senhora apareceu, perguntando o que queria naquele ambiente. Falei que estava interessada em um colar que estava vendendo naquela barraca de acessórios dela (engraçado é que não estava com o colar na mão, quando ia pagar, naquela situação e muito menos soube o porque ela mantinha aquele lugar e aquela barraca).

Lembro que ela riu e falou que agora estava em outro serviço. Estranhamente pediu para acompanhá-la e vi que estava em outro ambiente... Parecia um lugar do interior, com muito gramado, algumas casinhas pequenas e... Um lago bem estranho longe. Percebi que íamos em direção a ele. Do nada a senhora me fala: "Infelizmente só poderei vender aquele colar pra você amanhã". Não disse nada, e em seguida novamente ela diz: "Que favor você faria para ter aquele colar?". Não me veio nenhuma resposta a mente, mas disse que poderia fazer um desenho como favor, no entanto notei que aquele lago bizarro estava próximo... Bem próximo. Do nada, só ouço sua voz, estranha e bem distorcida "Bem... Que pena que não poderei ver esse desenho... Que tal se juntar a seus amigos?", a vi apontando para dentro do lago e vejo uma cena bem perturbadora: milhares de corpos boiando, incluindo de meus amigos, com expressões de horror, medo e tortura. Não tive reação alguma, só me virei e vi essa senhora com um sorriso estranho e pegando meu braço pra me jogar ali dentro. Apenas me segurei em uma árvore que havia ali, e do nada vi um amigo e gritei seu nome, não me recordo quem, e do nada "apaguei" quando o mesmo vinha em minha direção.

Lembro que acordei com a cabeça pesando. Sem brincadeira, mas isso realmente me deixou pensando nessa situação o dia todo. D:

Sei lá... Não sei se estou ficando louca. ._.
Alguém já teve um sonho ou pesadelo assim? Ou só eu que tenho problema? -q

Até a próxima ~

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Dias melhores... Pra sempre.

Hello pra vocês! ~

imagem by we♥it [http://weheartit.com/oznur_guvendik/collections/15393115-dream]

Mais um ano começou, e nela, 365 dias para aproveitar... Ok, frase clichê! *chuta o balde*

Passei o ano com muiiiiiiiiiito calor, assistindo Free (muito bom em todos os aspectos, hahaha) e me resolvendo com uma pessoa (consegui! YAY, passando o ano sem tristeza e peso). 

Cara, senti como se fosse um dia relativamente normal. A minha família tem o costume de visitar parentes que só vê uma vez no ano e nunca comi tanto na vida, mas ao mesmo tempo, notei que realmente mudou m-u-i-t-a coisa. Vejo meus parentes mais velhos, alguns que vi ano passado já faleceu, outra já teve filhos, outro na faculdade, outros bem velhinhos, a família querendo mudar de casa... Me senti em transe. Realmente, em um ano tanta coisa acontece e nós não nos tocamos.
Bom, fora esses pequenos fatos... Foi de fato, um dia normal. Nada demais.
Para comemorar a chegada de um novo ano, cortei meu cabelo. Ele estava comprido e totalmente seco, nada saudável. Pensei em deixar crescer mais um pouco, porém, vi que não iria adiantar nada e resolvi cortar mesmo saindo meio errado (mas ainda bem que cabelo cresce) e com o tempo vai se ajeitando sozinho (eu acho -q). Foi uma boa forma de entrar em 2014 um pouco diferente.

Atualizada rápida, só para desejar mesmo uma boa passagem de ano.
Até a próxima!